Vodka de CO2, vinho em caixa e o futuro das bebidas

Sustentabilidade

Especialistas garantem: com a urgência de preservar o meio ambiente, num futuro próximo, a vodka será feita de CO2 e o vinho virá em caixa

Já não é de hoje que um movimento verde no universo dos vinhos e bebidas destiladas está em voga. No centro desta transformação está a noção de ‘solo vivo’

Rico em matéria orgânica, o ‘solo vivo’ não depende de pesticidas e outros herbicidas químicos prejudiciais à saúde

Ele ainda retém mais nutrientes, promove mais diversidade microbiana e dobra a capacidade de água do solo. O resultado? Uma bebida mais pura e com menos química

A produção de vodka a partir da água e do ar é outra proposta do movimento verde. A vodca Air Co., produzida nos Estados Unidos, já é referência nesse quesito

A distribuição de bebidas também está mudando, já que a embalagem de vidro e o transporte de garrafas representam dois terços da pegada do setor de vinho

Apesar de ainda ser novidade no Brasil, diversas vinícolas e redes da Europa e Estados Unidos já investem nas caixas de vinho

As caixas carregam entre 5 e 10 litros da bebida, costumam ser recicladas e, de fato, são muito mais práticas de serem transportadas

No entanto, os vinhos de caixa são considerados os “vinhos baratos” que compramos no supermercado

O desafio é que grandes rótulos comecem a se apropriar desta embalagem, mostrando ao mundo que não é isto que define a qualidade de uma bebida

O nosso compromisso hoje é com o meio ambiente

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!