A revolta que empoderou o movimento LGBT

STONEWALL

Se a história moderna das paradas gays e da própria luta pelos direitos LGBTs possui um início formal, ele aconteceu em um bar no bairro do Greenwich Village, em Nova York, chamado Stonewall Inn

Lá, se deu o ponto de partida do que ficou conhecido como as Rebeliões ou Revoltas de Stonewall, o acontecimento mais importante para a liberação do movimento gay nos EUA e no mundo

Até 1962, qualquer prática homossexual era considerada crime em todos os estados americanos, e a punição variava entre longa pena em regime fechado, trabalhos forçados ou mesmo a pena de morte

Sete anos após a “legalização” do amor entre pessoas do mesmo sexo no país, o Stonewall Inn, que se tornara o único bar gay de Nova York, recebia constantes batidas da polícia

Frequentemente violentas, as investidas policiais no local prendiam funcionários, clientes sem identificação ou simplesmente homens trans ou vestidos como mulheres

Até que, às 1h20 da manhã do dia 28 de junho de 1969, quatro policiais decidiram invadir o local para mais uma operação policial padrão

Mas o que os oficiais encontraram foi a resistência de uma multidão de pessoas que frequentavam o bar e já não aguentavam mais o desrespeito e a violência das ações

A rebelião contou com cantos coletivos, prisões e mais revoltas no bairro durante as noites seguintes

Era a primeira vez que gays, lésbicas e trans se uniam e resistiam com toda força contra as leis e a violência homofóbica do estado americano

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!