racista

Brasil: o país

onde ninguém se assume como tal

O racismo estrutural opera de diversas maneiras no Brasil; entretanto uma das mais perversas faces da discriminação racial está na inconsciência dos opressores.

O racismo ‘velado’ brasileiro nunca foi tão velado assim; mas mesmo em uma sociedade tão obviamente violenta contra os negros, poucas pessoas enxergam o racismo nas suas próprias atitudes.

Uma pesquisa recente do Instituto Locomotiva mostrou que 81% dos brasileiros reconhecem que existe racismo no Brasil.

Entretanto, entre os mais de 1600 entrevistados, apenas 4% declararam que já tiveram atitudes racistas. Estranho, né? Difícil acreditar que apenas essa parcela ínfima da população responda por toda a perpetuação do racismo no país.

61% da população afirma que já viu abordagens indevidas de pessoas negras por seguranças de estabelecimentos como supermercados, lojas e shoppings.

A violência racista no Brasil parte de todos os lados: da polícia, das empresas e do conjunto da sociedade.

A pesquisa foi encomendada pelo Carrefour, numa tentativa de limpar sua imagem sobre o caso de João Alberto de Souza, homem de 42 anos assassinado por seguranças de um Carrefour de Porto Alegre. Não esquecemos.

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS