Racismo na

FOLHA DE SÃO PAULO?

Na semana do dia 20 de janeiro, mais de 200 jornalistas da Folha se posicionaram contra o jornal por dar espaço a textos considerados racistas.

Os trabalhadores da redação criticaram o periódico por abrir espaço para ideias que negam o racismo como conceito estrutural no Brasil.

Tudo ocorreu após o texto de André Risério, que se trata de uma apologia à ideia do racismo reverso, algo que não existe no Brasil.

Reprodução/Wikimedia Commons

Também foram lembrados textos de Demétrio Magnoli e Leandro Narloch que servem como argumento para negar o racismo no nosso país.

Créditos/Lailson Santos

Os jornalistas afirmaram que a Folha adota esse tipo de debate porque ele gera cliques para o site.

Créditos/Johnny Drum/Jovem Pan

O jornal se defendeu atacando os jornalistas e acusando que eles erraram ao falar sobre o tema.

16 jornalistas assinaram o texto anonimamente por medo de represálias internas na empresa.

Reprodução/Giphy

HYPENESS, INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE PARA TODOS.

HYPENESS.COM.BR