Os refugiados da Ucrânia e

O RACISMO

Mais de 1,2 milhão de pessoas saíram da Ucrânia após a invasão russa ao território do país.

Contudo, o tratamento da imprensa e dos políticos aos ucranianos refugiados evidenciou o racismo no Ocidente.

Jornalistas pedem compaixão aos ucranianos por serem “civilizados”, “europeus”, “de olhos azuis e de cabelos loiros”.

Casos desse tipo ocorreram no Telegraph, do Reino Unido, na Al Jazeera, do Qatar, e na NBC e CNN dos EUA.

Reprodução/Giphy

Já os políticos de extrema direita da Europa, em sua maioria anti-imigração, abraçaram os ucranianos.

Na Bulgária, o premiê Petkov, afirmou que aceitará os ucranianos porque são “educados” e “inteligentes”. Só faltou dizer que os outros refugiados não eram.

Na Polônia, país governado por fascistas de extrema-direita, também houve pensamento parecido.

HYPENESS, INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE PARA TODOS.

HYPENESS.COM.BR