O mamute que pode ser

RESSUSCITADO

Cientistas da Harvard Medical School querem praticamente ressuscitar um mamute que viveu há 4 mil anos

O grupo de pesquisa em genética recebeu um investimento de US$ 15 milhões para realizar a proeza

Divulgação/Colossal

Os pesquisadores coletaram material genético do animal extinto e querem fazer um híbrido de elefante-mamute para habitar o Ártico

A intenção é reabilitar a região da Tundra com o animal, que pode ajudar na preservação deste bioma

“Nosso objetivo é ter nossos primeiros bezerros nos próximos quatro a seis anos”, disse o empresário de tecnologia Ben Lamm, que investe no projeto

O projeto sofre resistência de biólogos, que acreditam que o projeto sequer faz sentido 

“Ainda me pergunto qual seria o ponto principal. Em primeiro lugar, não é um mamute. É um elefante peludo com alguns depósitos de gordura”, afirma Love Dalén, doutor em genética evolutiva

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS