O impossível

BURACO NEGRO

Um tipo diferente e nunca antes encontrado de buraco negro foi registrado por astrônomos como uma descoberta científica rara

Trata-se de um buraco negro de massa intermediária, que não se encaixa nos dois grupos previamente identificados, com massas em torno de 65 a 120 vezes a massa do Sol

A descoberta foi realizada por astrônomos ligados ao Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory, um observatório e experimento de física em larga-escala em Washington, nos EUA

O inédito buraco negro foi detectado por meio de ondas gravitacionais oriundas de sua formação

Os dois tipos de buracos negros previamente registrados nos anais científicos eram os estelares, que surgem a partir do colapso de estrelas morrendo

E os supermassivos, formados por imensas nuvens de gás, normalmente no centro de galáxias, ou por aglomerações de milhões de estrelas que colapsaram no início do universo

Segundo o professor Dr. Karan Jani, da Univesidade de Vanderbilt, o GW190521 (como foi batizado) se formou pela colisão de dois buracos negros extremamente massivos

Ocorrida há cerca de seis bilhões de anos, a implosão teria emitido “energia equivalente a oito vezes a massa do sol”

Não por acaso, a descoberta ganhou um apelido e tanto: “o buraco negro impossível”

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS