MATAR MALCOLM X?

O FBI queria

Malcolm X era um dos maiores inimigos públicos dos EUA nos anos 60. O líder do movimento negro e pensador do pan-africanismo representava uma grande ameaça à supremacia branca no país.

Youtube | @HuffPost

Recentemente, uma carta de Raymond Wood, ex-oficial da Polícia de Nova York, foi revelada. No documento, o policial afirmava que as forças de segurança americanas, incluindo o FBI, estavam prendendo os seguranças de Malcolm X arbitrariamente.

Youtube | @HuffPost

Segundo o documento, a prisão dos guarda-costas de X foi planejada. Todos estavam em custódia no dia 21 de fevereiro de 1965, quando Malcolm foi assassinado na Audubon Ballroom.

Ninguém sabe até hoje quem ordenou a morte de Malcolm, mas os novos documentos mostram que o FBI pode ter influenciado na redução de segurança do ativista, o que levaria ao seu assassinato.

Antes do crime, Malcolm X teria afirmado que sua antiga organização religiosa, a Nation of Islam, estava tramando um plano para assassiná-lo.

Malcolm colecionou inimigos: islâmico, negro e socialista nos Estados Unidos evangélicos e racistas da Guerra Fria, el-Hajj Malik el-Shabazz era um dos inimigos públicos do establishment norte-americano.

Os novos documentos fizeram com que a família de Malcolm X pedisse a reabertura das investigações sobre o caso.

imagens

PRODUÇÃO DE WEB STORIES

textos

Matheus Honorato

@medidaprovisoriaofilme

Verônica Raner

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS