18 MIL ANOS

O cachorro de

Pesquisadores do permafrost, a região de solo congelado na Sibéria, descobriram aquele que pode ser o cãozinho mais antigo da história.

Em Yakutsk, na Sibéria, os cientistas encontraram um animal congelado que pode nos ajudar a explicar a conexão entre cães e lobos.

Dogor - nome dado pelos pesquisadores que é um trocadilho russo para cão, lobo e amigo - pode ser o ancestral comum entre os cachorros e os lobinhos.

Os cientistas realizaram diversos sequenciamentos genéticos no animal, mas não chegaram a uma resposta conclusiva.

“Tem 18 mil anos! Até aqui nós sequenciamos seu genoma duas vezes, mas ainda não conseguimos determinar se é um lobo ou um cão”, afirmou Sergey Fedorov, cientista do Instituto de Ecologia Aplicada do Norte, parte da Universidade Federal do Nordeste da Rússia

“Talvez seja um ancestral comum. Precisamos realizar mais sequências”, concluiu.

Com o derretimento do permafrost causado pelo aquecimento global, diversos cientistas se movem para tentar frear esse processo e para entender que pistas sobre o nosso passado podem estar por baixo do gelo. Dogor é uma delas.

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS