Emissões globais do gás batem recorde histórico

METANO

Dois artigos publicados em 2020 mostram que as emissões globais de gás metano atingiram os maiores níveis já registrados em toda a série histórica

Segundo um dos responsáveis pela publicação dos estudos, o cientista Rob Jackson, da Universidade de Stanford, nos EUA, há diversos fatores envolvidos no triste recorde

Entre eles estão o crescimento da mineração de carvão, da produção de petróleo, de gás natural, a criação de gado e ovelhas, e a profusão de aterros por todo o mundo

O aumento registrado foi de 9%, ou 50 milhões de toneladas por ano em nossa atmosfera desde o ano 2000

Para se ter uma mínima ideia do impacto sobre o meio ambiente, o aumento registrado é equivalente a colocar nas ruas 350 milhões de novos carros

O metano é um gás incolor e sem cheiro, mas 28 vezes mais poluente que o monóxido de carbono, capaz de reter o calor por um período de cerca de 100 anos

Estima-se, segundo cientistas, que a ampliação da emissão de metano pode aumentar a temperatura média em até 4ºC até o final do século

Mais da metade das emissões de metano no planeta são oriundas da ação humana, especialmente a partir da produção de gado bovino e do uso de combustível fóssil

De acordo com o estudo, as atividades agrícolas representam dois terços da emissão, enquanto os combustíveis fósseis são responsáveis por praticamente todo o restante das emissões

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS