ANTIGUIDADE

O USO de MACONHA em rituais na

Arqueólogos descobriram que antigos rituais judaicos utilizavam cannabis em seus protocolos.

Os pesquisadores descobriram resquícios de maconha em um santuário de mais de 2700 anos de idade.

O santuário de Tel Arad, nas proximidades do Mar Morto, era explorado por arqueólogos há algumas décadas.

Mas ao analisar as cinzas de uma espécie de incensário, os cientistas descobriram que se tratava de maconha.

A descoberta reforça a teoria de que a maconha era considerada uma planta sagrada para os judeus na antiguidade.

O estudo foi publicado no Tel Aviv Journal e evidencia que a cannabis era amplamente usada no Oriente Médio durante a antiguidade.

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É
NO HYPENESS