TIJUCA

Depois de 2 séculos, esses macacos voltaram para a

Há muito tempo atrás, os bugios faziam parte da fauna do Parque Nacional da Tijuca, um templo do meio-ambiente no Rio de Janeiro.

Os pesquisadores observaram que, depois de tanto tempo ausentes, esses macacos voltaram a habitar o local.

O último registro dos bugios na Tijuca era de 220 anos atrás. Agora, pesquisadores registraram o passeio de uma família inteira de macacos bugio – um casal e três filhotes. A descoberta chega durante as celebrações de 60 anos do Parque Nacional da Tijuca.

O registro prova que o trabalho dos biólogos para conservar o parque e garantir sua diversidade de fauna está dando certo.

“É um sinal de que a floresta é adequada para os bugios. Os bugios são essenciais porque complementam os primatas que já estavam aqui”, explica o biólogo da UFRJ, Marcelo Rheingantz, em entrevista ao G1.

Com mais de 39 mil quilômetros quadrados, o Parque Nacional da Tijuca é uma importante reserva de flora e fauna para a Mata Atlântica.

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!