Rara condição oftalmológica seria o segredo de seu talento

LEONARDO
DA VINCI

De acordo com um estudo de 2018, Leonardo da Vinci se tornou um pintor lendário mesmo tendo uma condição rara nos olhos – ou talvez graças a ela

Segundo essa teoria, da Vinci seria estrábico, possuindo a chamada exotropia, quando um dos olhos se desvia para fora – condição que afeta 1% da população mundial

A pesquisa foi conduzida por oftalmologistas de Londres, na Inglaterra, e de São Francisco, nos Estados Unidos, e analisou seis obras do italiano para chegar à conclusão

De acordo com os especialistas, ao observar o modo como da Vinci pintou, desenhou ou esculpiu olhos é possível caracterizá-lo como alguém com −10.3° de estrabismo

A partir da mesma análise, também foi possível chegar na hipótese de que o artista era capaz de alinhar o olho desviado caso se concentrasse

Conforme as conclusões dos oftalmologistas responsáveis pelo estudo, é possível que essa condição afetasse o trabalho de da Vinci positivamente

Eles acreditam que o inventor desenvolveu a capacidade de enxergar com os olhos separadamente

Essa característica pode ter colaborado com a habilidade de representar profundidade e tridimensionalidade nas obras feitas por Leonardo

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!