O outro David Bowie

JOBRIATH

Notado como o “próximo David Bowie”, o cantor estadunidense Jobriath Salisbury viu os holofotes do sucesso apontarem em sua direção na década de 1970

Para alguns, ele era um verdadeiro gênio, incompreendido e desperdiçado pela indústria da música; para outros, era uma tentativa mal-acabada de recriar o sucesso do “Starman”

Jobriath chegou a assinar um contrato no valor de 500 mil dólares com a gravadora Elektra Records, mas o futuro lhe reservava o destino de se tornar o maior artista glam a não fazer sucesso

Antes mesmo de Freddie Mercury ou Elton John, Jobriath foi o primeiro cantor de rock a assumir com todas as letras que era homossexual

Em 1969, ele se tornaria também parte do elenco de uma das históricas montagens do musical “Hair”, dando vida ao personagem Woof

Em 1972, David Bowie explodiu com o disco “The Rise And Fall Of Ziggy Stardust And The Spiders From Mars”. No mesmo ano, Jobriath gravava seu disco de estreia

Segundo entrevistas, o próprio Bowie via Jobriath como um personagem “estranho”, como um “pastiche” dos clichês do glam rock

Há quem não veja originalidade nas músicas do artista, mas, até hoje, muitos celebram o talento e principalmente a coragem de Jobriath em se assumir homossexual desde o início

imagens

PRODUÇÃO DE WEB STORIES

textos

Bárbara Martins
Matheus Honorato

Getty Images

Vitor Paiva

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS