Prática não funciona

JEJUM INTERMITENTE:

Um estudo publicado em 2020 na revista médica “JAMA Internal Medicine” mostra que a prática conhecida como jejum intermitente não traz benefícios para o corpo

Liderada pelo cardiologista Ethan Weiss, da Universidade da Califórnia, a pesquisa apontou ainda que essa modalidade de jejum não promove perda de peso de fato

As análises científicas foram feitas usando como base 116 adultos inicialmente, mas apenas 105 foram até o fim

Eram homens e mulheres entre 18 e 64 anos que apresentaram sobrepeso ou obesidade e foram divididos em dois grupos

O primeiro grupo aderiu à prática do jejum intermitente e só pôde comer de 12h às 20h. O outro grupo foi autorizado a fazer três refeições por dia, incluindo lanches entre elas

Ao final das 12 semanas do estudo, o que se observou é que a diferença na perda de peso entre os participantes dos dois grupos foi ínfima

Além disso, nenhum dos dois grupos apresentou redução significativa em relação à gordura corporal

Em resumo, os que praticaram o jejum perderam, em média, 1,7kg, sendo que 1,1kg era de massa magra e apenas 500 gramas eram de gordura

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!