Série debate abuso sexual abertamente

I MAY
DESTROY YOU

Lançada em junho de 2020 nos canais BBC One e HBO, a série “I May Destroy You” tem como gancho principal as diversas fases de um abuso sexual

Também criadora da série “Chewing Gum”, a atriz britânica Michaela Coel trouxe genialidade para mais uma produção

Interpretada pela própria diretora e roteirista, a protagonista e vítima da violência na série é Arabella Essiuedu, uma jovem londrina que não se lembra do que aconteceu na noite passada

Depois de acordar com um corte na testa e poucas lembranças do que aconteceu, Arabella liga os pontos até perceber que ainda há flashes em sua memória de um homem sobre ela, no banheiro da boate

Ao reconhecer que, de fato, um estupro havia acontecido, a personagem vive — no decorrer dos 12 episódios da temporada — a jornada de entender, assimilar e se curar do que ocorreu

Um processo com grandes características autobiográficas para Michaela, inclusive

De acordo com informações do site “InStyle“, a produtora da série sofreu um abuso sexual em 2016, quando teve o drink que bebia batizado com drogas em um bar

“Escrever [o programa] foi definitivamente catártico”, diz Coel em entrevista ao portal

“Gostei de passar pelos diferentes estágios do luto, da depressão à descrença e à aceitação. Foi muito terapêutico. E, é claro, ainda converso com minha terapeuta”

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!