História apagada da

IRMÃ DE MOZART

Maria Anna, irmã de Mozart, também era compositora. Contudo, a musicista não recebeu o mesmo reconhecimento que o irmão. O motivo? O machismo da época não aceitava mulheres vivendo de música

Nascida em 1751, Nannerl, como também era conhecida, dedicou sua infância à música

Em meados do século XVIII, a Europa se admirava com sua virtuosidade. A criança prodígio arrancava elogios da crítica especializada e provocava reações positivas nas plateias

Maria Anna Mozart compunha e tocava violino e piano. A artista se tornou referência e ídolo para o irmão, Mozart. Mas, infelizmente, não há vestígio de suas músicas nem de suas composições

O pouco que se sabe é o que está escrito em cartas e nos registros de uma turnê europeia dos dois irmãos

Inclusive, as plateias de música clássica do século XVIII conheceram Wolfgang Mozart como parte de um duo com a irmã, segundo o site “Open Culture”

“Imagine uma garota de 11 anos tocando as mais difíceis sonatas e concertos com precisão, incrível leveza e gosto impecável”, dizia uma resenha sobre ela, em 1763

Leopold Mozart, pai de Wolfgang e Nannerl, escrevia através de cartas que a filha era uma das mais habilidosas artistas da Europa com insight perfeito nas harmonias e modulações

No entanto, Maria Anna foi impedida de continuar se apresentando ao completar 18 anos. Ela deixou a música para se casar e ter filhos

imagens

Produção DE web stories

textos

Kathleen Santiago
Matheus Honorato

Getty Images

Nina Ribeiro

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!