Gado marcado
com suásticas

NO PARÁ

Uma recente pesquisa mostrou que, durante a Segunda Guerra Mundial, nazistas habitando o estado do Pará tinham o hábito de marcar animais com a suástica.

Essa é a pesquisa do historiador Joanderson Mesquita, que achou documentos sobre os nazistas no estado do Pará durante os anos 1930 e 1940.

Arquivo Pessoal/Joanderson Mesquita

Documentos e autos criminais mostram que os bois da empresa “Liebold & Cia” eram marcados com a cruz suástica.

A Liebold era propriedade do brasileiro Pedro da Silva Motta e do alemão Artur Johannes Liebold.

À época, o Partido Nazista tinha uma filial no estado do Pará com pouco mais de 30 filiados em Belém, Santarém e outras cidades da região.

“Não foi possível indicar que Liebold era da seção do partido nazista estabelecida no Pará, mas sabemos que houve filiados à seção do Partido na cidade de Santarém”, afirma Mesquita.

HYPENESS, INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE PARA TODOS.

HYPENESS.COM.BR