PFIZER

Família exige governanta vacinada com

Um anúncio numa plataforma de empregos para o cargo de governanta em uma residência de classe média alta em Campinas exigia que o contratado tivesse sido imunizado com a vacina da Pfizer.

As vacinas da Pfizer são minoria na imunização brasileira; a maior parte das doses distribuídas até agora são da Astrazeneca e da Coronavac, que são eficazes e protegem contra a covid-19.

A história é absurda. Em primeiro lugar, a situação da imunização contra a covid-19 não permite que o vacinado escolha qual será a tecnologia de sua vacina. Neste momento, não podemos permitir que existam ‘sommeliers de vacina’.

Vale lembrar que a primeira morte causada pela covid-19 no Brasil foi a de uma empregada doméstica que pegou o vírus de seus patrões que viajaram para a Itália e trouxeram a doença para o Brasil.

“O empregador não pode criar uma vaga de emprego discriminando dessa forma, especialmente porque estamos vivendo em um país que a gente sabe das dificuldades para vacinação. É absolutamente discriminatório", explica advogada trabalhista Thaís Cremasco ao G1

A plataforma retirou o anúncio do ar e os responsáveis pela vaga ainda não foram identificados, mas o caso já está na mão do Ministério Público do Trabalho, que deve apurar a situação.

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS