Londres quer remover símbolos ligados à escravidão

ESTÁTUAS RACISTAS

Após a remoção da estátua do mercador de pessoas escravizadas Edward Colston por manifestantes da cidade de Bristol, na Inglaterra, Londres também planeja revisar símbolos

Tanto a capital londrina, quanto a cidade de Manchester decidiram fazer coro ao gesto e revisar as estátuas das cidades na intenção de remover as que tiverem conexão com a escravidão e com o racismo

“É uma verdade desconfortável que o nosso país e a nossa cidade devam uma boa parte do seu bem-estar ao seu papel no comércio de escravos”, declarou Sadiq Khan, prefeito da capital inglesa

“Os protestos do Black Lives Matter trouxeram isso corretamente à atenção pública, mas é importante que nós tomemos os passos corretos para trabalharmos juntos para trazer mudanças”

Segundo o prefeito, o processo de revisão se dará através de uma comissão, que irá analisar os nomes de estátuas, ruas e edifícios públicos a fim de garantir a representatividade diversa em Londres

Além disso, a comissão também será encarregada de selecionar novos legados a serem comemorados em novas estátuas para o lugar das eventualmente removidas

Em Manchester, o Conselho Municipal se vê pressionado pela remoção da estátua de Sir Robert Peel, duas vezes primeiro-ministro e filho de um conhecido proprietário de escravos

A comissão em Londres será composta por políticos mas também historiadores e lideranças artísticas e comunitárias

A estátua de Edward Colston, por exemplo, foi substituída temporariamente pela de Jen Reid, manifestante que participou dos protestos antirracistas em Bristol

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!