‘Escolhi esperar’ vira lei

NO ES

O prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini (PP-ES), aprovou, por ausência, o projeto de lei que promove abstinência sexual na cidade.

Créditos/Tati Beling

O PL foi proposto pelo presidente da câmara, Davi Moraes (PSD), ligado à bancada evangélica. 

Créditos/Tati Beling

A prefeitura da cidade não se manifestou vetando ou sancionando, e o projeto foi aprovado por não manifestação.

Em fevereiro, a lei será aprovada e irá instaurar a promoção de abstinência sexual nas escolas e unidades de saúde.

A proposta é uma vitória do movimento evangélico radical “Eu Escolhi Esperar”, que defende a abstinência sexual.

Reprodução/Giphy

A abstinência sexual não é recomendada por autoridades de saúde como forma de educação sexual e estudos indicam que ela não funciona para conter ISTs e gravidez precoce.

“Ao invés de fingir que não vai acontecer, temos que dar assistência em saúde e oferecer métodos anticoncepcionais e aconselhamento”, explica a médica e prof. da UFES, Chiara Musso.

HYPENESS, INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE PARA TODOS.

HYPENESS.COM.BR