gripe espanhola

Aos 102, Ela sobreviveu duas vezes à covid-19 e à

Angela Friedman nasceu em 1918. Imigrante italiana em direção para os EUA, ela enfrentou a gripe espanhola, que matou mais de 50 milhões de pessoas, quando era um bebê.

102 anos depois, ela venceu a covid-19 uma vez em março do ano passado, o que já é surpreendente.

Em outubro, Angela testou positivo para a doença em outra circunstância e novamente venceu o vírus com tranquilidade.

“Minha mãe invencível testou negativo”, contou Joanne Merola, filha de Friedman.

A mãe de Angela faleceu em seu parto, em 1918, mas ela segue viva e forte, sendo a única sobrevivente de seus 11 irmãos que vieram para os EUA.

“Ela não é a mais velha a sobreviver à Covid-19”, afirmou a filha, “mas pode ser a mais velha a sobreviver duas vezes”.

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!