Educação financeira é

OBRIGATÓRIA

Em dezembro de 2019, o ensino de educação financeira tornou-se obrigatório no Brasil para alunos do ensino fundamental ao médio

Parte das novas diretrizes estabelecidas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o ensino de educação financeira pode transformar a realidade de milhões de famílias do país

“A educação financeira está ligada à inteligência emocional. Por isso, a importância dos docentes a ensinarem”, diz Luciana Fontes, superintendente do Centro Brasileiro de Cursos (CEBRAC)

Diante de tal cenário, 70 docentes do CEBRAC se reuniram para oferecer dicas que ajudem a estabelecer a educação financeira no currículo infantil e jovem 

A primeira dica é o uso de jogos de tabuleiro (como Jogo da Vida e Banco Imobiliário) a fim de dinamizar o ensino de um tema árido e ainda distante

É importante também estabelecer tabelas de metas para uso da poupança a curto, médio e longo prazos junto aos alunos

Segundo especialistas do CEBRAC, outro elemento determinante para otimizar tal ensino é a participação dos pais a fim de que a educação financeira saia da sala de aula e continue em casa

Por fim, reforçar a importância das doações e da participação beneficente poderá ressaltar o sentido empático e de cidadania que a economia e as finanças podem ter

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!