Deserto do Atacama

VIROU UM LIXÃO



Anualmente, o deserto do Atacama recebe 59 toneladas de lixo das empresas de fast fashion.

Reprodução/Twitter


A cidade de Iquique é uma “zona franca”, como a de Manaus, e possui poucas regulações econômicas por parte do governo.

Reprodução/Wikimedia Commons


Graças a essa desregulamentação, a cidade aceitou criar um depósito de lixo de fast fashion, que está se tornando um problema ambiental.

Reprodução/AFP Português

Toneladas e toneladas de peças de roupa com defeito ou que não foram adquiridas em mercados como China, União Europeia e Estados Unidos param em um lixão no deserto. 

Reprodução/AFP Português


As montanhas de roupas (que demoram séculos para se decompor) se misturam à cordilheira em uma cena desoladora.

Reprodução/AFP Português


O Chile é um dos maiores importadores de roupas usadas do mundo e o problema começa a se tornar sério do lado de lá da Cordilheira dos Andes.

Reprodução/Wikimedia Commons

HYPENESS, INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE PARA TODOS.

HYPENESS.COM.BR