Hobbies podem impedir ou reduzir riscos da doença

DEPRESSÃO

Uma pesquisa realizada pela University College London apontou que ter um passatempo pode reduzir os sintomas de depressão em até 30%

O levantamento indica que a tendência se repete para pessoas de ambos os gêneros, inclusive para aquelas que já tinha indícios de depressão antes do início do estudo

Para a realização da pesquisa, foram analisadas informações coletadas entre os anos de 2014 e 2017

Ao todo, foram verificados dados de 8.780 adultos acima de 50 anos, todos participantes de um estudo longitudinal sobre o envelhecimento na Inglaterra

Entre os participantes, 72% afirmou ter um hobby e 15,6% foram considerados dentro do limiar para depressão, segundo uma escala epidemiológica nacional

De acordo com os pesquisadores, pessoas que não tenham depressão podem reduzir em 32% seu risco de desenvolver sintomas da doença caso adotem um passatempo

Aqueles que já conviviam com a doença e se dedicavam a alguma atividade nas horas vagas viram melhoras nos sintomas

Para essas pessoas, houve um aumento surpreendente de 272% nas chances de recuperação

Em tradução livre, o título do estudo é: “Análise de efeitos fixos de associações de variação temporal entre passatempos e depressão em um estudo de grupo longitudinal: apoio à prescrição social?”

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!