Consumo de carne e

CRISE CLIMÁTICA

De acordo com o estudo “Opções para Manter o Sistema Alimentar Dentro dos Limites Ambientais”, de 2018, o consumo de carne precisa cair drasticamente para evitar a crise climática

Na pesquisa, foram compilados dados referentes à produção e ao consumo de comida em países de todo o mundo para analisar os impactos ambientais do sistema alimentar

Segundo os resultados, espera-se um aumento entre 50% e 90% no efeito causado pelo setor no meio ambiente, principalmente por causa das altas emissões de nitrogênio e fósforo

Para Johan Rockström, professor do Instituto Potsdam de Pesquisas sobre o Impacto Climático, vinculado ao governo da Alemanha, é necessária uma mudança séria no setor

“Alimentar dez bilhões de pessoas é possível, mas apenas se mudarmos a maneira como consumimos e produzimos alimento”, afirma o estudioso

Além da necessidade de elaborar tecnologias mais sustentáveis, os pesquisadores estão convencidos de que precisaremos de firmes mudanças individuais

Aumentar a produção de grãos, oleaginosas e sementes será essencial, além de reduzir consideravelmente o consumo de proteína animal

De acordo com a pesquisa, considerando a média de consumo mundial e a capacidade de produção sustentável, seria necessário haver uma diminuição de 75% na ingestão de carne bovina

Ao mesmo tempo em que precisaria haver uma queda de 90% no consumo de carne suína e de 50% na produção de ovos

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!