Como eram os

URSOS-DAS-CAVERNAS

Os Ursos-das-cavernas entraram em extinção há cerca de 15 mil anos, mas se quisermos saber como era tal espécie não é mais preciso recorrer a ossadas ou a ilustrações que representem o animal

Um exemplar incrivelmente preservado do bicho foi encontrado nas Ilhas Lyakhovsky, no extremo norte da Rússia

O urso ainda apresentava boa parte dos dentes, dos órgãos internos e dos tecidos moles (como o focinho) intacta

Análises preliminares realizadas pelos pesquisadores indicam que o animal encontrado tenha entre 22 mil e 39,5 mil anos

Seu excelente estado de preservação só foi possível por conta da grossa camada de solo congelado — conhecida como “permafrost” —, onde o animal se encontrava

A descoberta foi realizada por pesquisadores da Universidade Federal de Yakutsk (NEFU), no norte da Rússia, e possui “importância mundial”

Segundo comunicado lançado pelos cientistas, esse foi o primeiro exemplar da espécie encontrado em tal estado de conservação. Antes, somente ossadas dos Ursos-das-cavernas haviam sido encontradas

Os esforços científicos agora se dão na direção de análises mais profundas, a fim de principalmente conseguir amostras do DNA do animal

Para isso, um programa científico está sendo estabelecido com o objetivo de mapear a genética celular, molecular e microbiológica da espécie

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS