O país mais feliz
do mundo

BUTÃO

Em 2020, o tradicional e respeitado guia Lonely Planet elegeu o Butão como melhor lugar para visitar em 2020.

A jornalista de viagens Sadie Whitelocks passou 11 dias no país e ficou impressionada com o que viu.

© Sadie Whitelocks

Pouquíssimo explorado, o país budista no extremo leste do Himalaia é como um universo paralelo que parece ter parado no tempo.

Ao chegar no Butão, você logo se depara com um aeroporto cuja decoração, arquitetura e silêncio lembram um templo budista.

72% das florestas do Butão estão intocadas. Para preservar a beleza natural do país, existe uma taxa de turismo de U$ 250 por dia.

No Butão, o pênis é considerado sagrado e costuma ser usado para afastar pessoas más e maus espíritos.

Por lá, é natural ver pênis estampados em paredes, placas de rua e revistas. Nada de conservadorismo!

Os habitantes do Butão têm, praticamente, as mesmas metas: viver uma vida positiva, preservar a natureza e manter as coisas simples.

O Butão é conhecido por ter sido o primeiro no mundo a implementar um índice chamado ‘Felicidade Interna Bruta’.

Mais importante do que calcular o dinheiro, eles valorizam a felicidade e a simplicidade.

Com modelo de turismo baseado no baixo volume e alta qualidade, este misterioso país tem muito a nos ensinar.

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS