Novos recifes são descobertos

BAHIA

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e do Projeto Coral Vivo fizeram as primeiras imagens do Banco Royal Charlotte, extensão da plataforma continental do Brasil localizada no sul da Bahia

Os registros indicam que ali há uma vasta presença de ecossistemas de recifes, e o lugar já é chamado de “mini Abrolhos”

“Fiquei bem impressionado com o que encontramos. É um lugar que, apesar de estar muito próximo de Abrolhos, ainda é muito pouco conhecido”, diz o coordenador do projeto, professor Paulo Sumida, da USP

Segundo ele, a presença de pescadores na região é um indicativo de que o fundo do mar é bastante habitado no local

Isso por conta das espécies capturadas por eles, como a lagosta, que depende de um ambiente submerso consolidado para viver

Porém, por enquanto, isso não passa de teoria. É preciso esperar os resultados das análises científicas

Por meio de imagens feitas via satélite, estima-se que o banco tenha cerca de seis mil quilômetros quadrados

Entre as descobertas feitas com a submersão de câmeras, estava um recife de corais do gênero Montastrea, que atrai uma variedade de cerca de 20 espécies de peixes até ele

O tamanho pequeno do recife indica que é possível haver outros ecossistemas recifais pela região, uma vez que seria um espaço muito curto para abrigar tantas espécies

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!