Bactérias da laranja versus

AGROTÓXICOS

Pesquisadores do Instituto de Química de São Carlos (IQSC), da USP, descobriram que bactérias presentes na superfície de folhas de laranja podem degradar agrotóxicos

De acordo com o estudo, os microrganismos presentes no vegetal produzem enzimas que biodegradam dois dos pesticidas mais utilizados na agricultura do Brasil

Objeto da pesquisa, as bactérias do gênero Bacillus se mostraram eficazes para biodegradar a Bifentrina e o Fipronil

Como elas permaneciam “vivas” na superfície das folhas mesmo após a aplicação dos produtos químicos, a hipótese dos cientistas é de que elas pudessem eliminar os agrotóxicos

Segundo o “Jornal da USP”, os pesquisadores comprovaram a teoria por meio de testes realizados no Laboratório de Química Orgânica e Biocatálise do IQSC

Com cinco dias de experimentos, a bactéria Bacillus amyloliquefaciens biodegradou 93% do Fipronil, enquanto a bactéria Bacillus pseudomycoides foi capaz de eliminar 88% da Bifentrina

“Essa atividade dos microrganismos representa uma importante função ambiental de remediação desses produtos” afirma Juliana G. Viana, autora do trabalho e doutoranda do IQSC

imagens:

PRODUÇÃO DE WEB STORIES

textos

Bárbara Martins
Matheus Honorato

Getty Images

Redação Hypeness

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS