Aumento de mortes e

AQUECIMENTO GLOBAL

Segundo estudo publicado pelo National Bureau of Economic Research, empresa de pesquisas dos EUA, o aquecimento global causará mais mortes do que doenças infecciosas até o fim do século

O estudo sugere que as emissões de gases do efeito estufa irão ampliar o número de mortes globalmente a 73 pessoas por cada 100 mil

Os números competem com dados de doenças como HIV/AIDS, malária, tuberculose, febre amarela, dengue e muitas mais

Eles também partem da relação entre o aumento da temperatura e a incidência de mortes mais variadas, incluindo fenômenos como o aumento de ataques cardíacos durante períodos de onda de calor 

“Se você tem um problema no coração e enfrenta o calor por dias, você estará sendo empurrado ao colapso”, comentou Amir Jina, economista ambiental e um dos autores do estudo

Assim, um dos pontos mais graves do diagnóstico soma os efeitos do aquecimento global às colateralidades do capitalismo

Apesar de os países ricos serem os que mais contribuem para a emissão de gases poluentes, as comunidades mais pobres serão as mais afetadas pelas consequências do aumento da temperatura mundial

Contudo, serem menos afetados não quer dizer que países mais desenvolvido estejam imunes

Nos últimos anos, por exemplo, ondas de calor e outras alterações ocorridas por conta do aquecimento global vêm afetando os Estados Unidos e diversos países europeus, como França e Itália

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!