Brasil

As universidades federais que pesquisam a cannabis no

A maconha tem fins medicinais amplamente conhecidos no mundo todo, mas o Brasil ainda tem uma legislação atrasada que dificulta a pesquisa científica nessa área.

Entretanto, as universidades federais de Viçosa (UFV), a da Paraíba (UFPB) a Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) estão puxando o carro para começar a pesquisa sobre maconha no nosso país.

Na UFV, os pesquisadores aguardam uma decisão judicial que os permita criar variabilidade genética na cannabis para que a planta possa se adaptar a diferentes regiões do Brasil.

Na UFPB, o Pexcannabis é um projeto de pesquisa que visa entender os benefícios terapêuticos das plantas do gênero cannabis na saúde do ser humano.

Em João Pessoa, até há uma matéria para estudos do sistema endocanabinóide e os efeitos medicinais da droga no corpo humano.

Na UFRRJ, em parceria com a associação Canapse, os pesquisadores buscam entender qual o melhor manejo da planta e seus efeitos para uso humano e veterinário.

A pesquisa com cannabis por muito tempo foi vista com maus olhos, mas agora já é de saber público que ela pode trazer inovações para a medicina e para tecnologia a curto, médio e longo prazo.

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS