Argentina

reconhece TRABALHO DAS MÃES para aposentadoria

A Administração Nacional de Seguridade Social (ANSES), órgão do governo federal da Argentina, anunciou que irá reconhecer o trabalho reprodutivo para a aposentadoria das mulheres.

TELA 3O projeto deve incluir mais de 150 mil mulheres argentinas que abandonaram suas carreiras para cuidado dos filhos e mães em idade de aposentadoria que não completaram o tempo de serviço exigido para ter acesso às pensões pelo estado.

A medida ainda deve ser proposta na Câmara e no Senado da Argentina, mas, segundo a ANSES, é uma política de fácil implementação, que não parece ter forte oposição no país.

A política é revolucionária por ser uma das primeiras do mundo que reconhecem o trabalho reprodutivo como essencial para a sociedade.

“É uma bela política que temos desenvolvido para as mulheres argentinas que dedicam parte de seu tempo ao cuidado de seus filhos e que tem a ver com reparar a desigualdade. Mulheres e homens não têm as mesmas oportunidades”, explicou Fernanda Ravera, chefe da ANSES.

Além disso, esta medida destaca que, de fato, as mulheres trabalham mais e reconhecem o valor do cuidado para o direito de acesso à aposentadoria”, completou.

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!