Albert Einstein era

racista?

Albert Einstein, o físico responsável pela teoria da relatividade, sempre foi considerado um dos símbolos da luta contra o racismo na Europa.

Judeu, Einstein era vítima de discirminação e uma das suas frases mais célebres diz que o racismo “é uma doença do homem branco”. 

Entretanto, novos documentos de cartas privadas do astrofísico mostram diversas frases racistas de Einstein.

Em uma viagem pelo Ceilão, pela China e pelo Japão, ele descreveu as pessoas como “industriosas, imundas e obtusas”, o que consta no “Os Diários de Viagem de Albert Einstein”.

Reprodução/Giphy

Em viagem ao Egito, Einstein disse ter se encontrado com “levantinos de todas as tonalidades como se fossem vomitados do inferno”, falando do fenótipo das pessoas. 

Reprodução/Giphy

“Os escritos podem ser reflexões pessoais, privadas, mas sua publicação deve incomodar”, afirma Chris Buckler, que pondera que Einstein pode ter mudado de posição na vida. 

Ele acredita que as falas serão incômodas “na América, onde ativistas ainda celebram Albert Einstein como uma das vozes que ajudaram a lançar luz sobre o racismo”. 

HYPENESS, INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE PARA TODOS.

HYPENESS.COM.BR