a ufrj

vai fechar as portas

A reitora da UFRJ, Denise Pires de Carvalho, afirmou que a instituição vai fechar as portas a partir de julho, caso não haja mais recursos para seu funcionamento vindos do governo federal.

Mídia | O Povo

Em um artigo publicado n’O Globo, a reitora da universidade comentou a situação financeira insustentável da instituição de ensino, que depende da liberação de verbas do Ministério da Educação e do Congresso Nacional para continuar operando.

Mídia | LuLacerda

A UFRJ é a primeira instituição de ensino superior do nosso país e passa por ataques do governo federal desde 2019, período sob gestão do então ministro da Educação Abraham Weintraub.

Os reitores da UFRJ revelaram que os R$ 299 milhões do orçamento anual ainda não se concretizaram. Somente R$ 146,9 milhões foram liberados pelo governo federal e R$ 62 milhões já foram gastos. Isso quer dizer que a UFRJ possui apenas R$ 81 milhões para seguir pelo resto do ano.

Além disso, o governo federal bloqueou R$ 41,1 milhões do orçamento destinado à UFRJ no último 29 de abril.

“Com o que temos disponível para gastos discricionários hoje, a UFRJ para de funcionar em julho. As aulas só continuam porque estão remotas. Mas todos os serviços da universidade, como os hospitais e as pesquisas, incluindo o desenvolvimento de uma vacina de Covid-19, serão interrompidos”, disse a reitora.

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS