a Nova Zelândia

venceu o Coronavírus

Enquanto o Brasil e outros países do mundo vivem a terceira onda da covid-19, há uma ilha no meio da Oceania que vive uma vida normal com festas e aglomerações, como se não existisse coronavírus: a Nova Zelândia.

Ainda em janeiro, a Nova Zelândia foi palco do Rhythm and Vines, um festival de música que contou com público de mais 20 mil pessoas; havia pouca preocupação com máscaras ou distanciamento social. O vírus estava controlado.

Foram pouco mais de 2400 casos no país e 26 mortes causadas pela covid-19 no país desde o ano passado. O segredo para esse sucesso tão grande? Isolamento social rígido.

Jacinda Ardern, primeira-ministra da Nova Zelândia, instaurou um rápido lockdown e testagem em massa. Para quem vinha de fora do país, quarentena e isolamento por no mínimo duas semanas. As medidas funcionaram e logo os neozelandeses estavam fora de casa.

O país também provou que a dicotomia entre vidas e economia também não existe. Mesmo com as medidas rígidas de controle de circulação, a economia da Nova Zelândia caiu apenas 2,9%, abaixo da média mundial de 4,9%.

Jacinda foi inclusive vista em uma aglomeração: a primeira ministra estava em um churrasco junto da população, mas não havia nenhuma polêmica. Não existiam casos ativos de covid-19 no país.

A Nova Zelândia foi líder no combate à pandemia e mostrou como se faz: seguindo a ciência, é possível vencer o coronavírus.

imagens

PRODUÇÃO DE WEB STORIES

textos

Matheus Honorato

Getty Images

Yuri Ferreira

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS