A imortal

ÁGUA-VIVA

Nativa do Mediterrâneo, a água-viva imortal (Turritopsis dohrnii) detém o segredo da verdadeira imortalidade biológica

A minúscula criatura é o único animal imortal conhecido pela ciência

Por meio de um processo chamado de transdiferenciação, a espécie consegue transformar uma célula adulta em um tipo totalmente diferente de célula especializada

Assim, desde que ela não seja morta por predadores, este ciclo pode ser repetido indefinidamente

Em vez de morrer quando ameaçada, a água-viva retrai os tentáculos, transforma-se em uma bolha e, então, cai no leito oceânico para retornar ao estágio de pólipo dentro de três dias

O novo pólipo é, inclusive, geneticamente idêntico à água-viva original, mas como se fosse uma versão juvenil de si mesmo

Pesquisas ainda descobriram que esta transformação ocorre apenas quando a água-viva é ferida, passa fome ou quando a temperatura ou a salinidade da água em que ela vive muda

Importante para os estudos sobre células-tronco, a forma eficiente de reciclagem celular da Turritopsis dohrnii pode ajudar em pesquisas sobre substituições de células danificadas por doenças

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!