magnética

do Planeta Terra

A anomalia

Você já ouviu falar na AMAS? O nome fofo é na verdade uma sigla para uma coisa muito grande: a anomalia magnética do Atlântico Sul, uma estranha distorção no campo magnético do planeta Terra, bem em cima das nossas cabeças.

Apesar de parecer bastante perigoso, o fenômeno é documentado pela ciência e pode afetar a vida humana em alguns casos bem específicos, mas possíveis.

O campo magnético da Terra pode parecer bobagem, mas ele tem uma função importante: nos proteger dos ventos solares, que são bombas de partículas solares emitidas pela nossa estrela em direção à terra.

Ventos solares intensos podem causar blecautes, perdas de energia e de sinal de rádio e até derrubar satélites que orbitam o nosso planeta. Justamente por isso, muitos satélites ficam desligados quando passam pela Anomalia Magnética do Atlântico Sul.

Essas tempestades magnéticas relacionadas ao vento solar podem nos deixar vulneráveis, por exemplo, ao mau funcionamento de equipamentos eletrônicos. Em 1989, a cidade de Vancouver, no Oeste do Canadá, ficou em um blecaute por dias sem eletricidade ou sinal de rádio por conta de uma tempestade solar.

Apesar de a chance de isso acontecer ser relativamente baixa, os cientistas se preocupam com essa faixa do campo magnético terrestre justamente por esse risco. Um apagão na região, que fornece energia para diversos países da América Latina, poderia representar uma perda enorme de vidas e de dinheiro.

Compreender a vulnerabilidade de nossos sistemas a essas tempestades é essencial para que continuemos vivendo normalmente. E cuidado: o campo magnético da Terra está aí em cima, olha só.

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS