COLQUHOUN

O surrealismo esquecido de Ithell

Quando pensamos em surrealismo os nomes que vêm na nossa cabeça são todos masculinos: Dali, Magritte, Buñuel, Breton, Apollinaire…

Mas e se eu te dissesse que houve uma importante mulher no movimento que foi expulsa mesmo com obras incríveis?

Ithell Colquhoun (1906-1988) foi uma das principais figuras do movimento surrealista na Inglaterra e chegou a se associar à sociedade fundada por Breton para divulgar o movimento.

Mas o escritor não aceitou que a pintora participasse de um diálogo com outras sociedades e movimentos artísticos.

Suas obras são imersas no ocultismo e no inconsciente. Um de seus principais trabalhos é, inclusive, um baralho de tarô que não usa figuras, mas apenas cores para representar os arcanos.

A magnum opus de Ithell Colquhoun é Scylla, de 1937. Mas há uma dezena de obras e textos da indiana que você deveria conhecer.

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE É NO HYPENESS

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS!